sábado, 12 de setembro de 2009

Respostas Imperfeitas


O sol ia embora, lhe deixando com um sentimento cada vez maior de solidão, um vazio abria em seu coração. A água do mar escorria entre os dedos de seus pés e a areia lhe confortava na caminhada. O olhar para o horizonte era como se alguém abrisse seu coração e retirasse as coisas mais importantes de dentro e, ninguém estava ali para ajudar.
Hoje tudo o que havia conquistado, sumia pelo vento que corria em uma velocidade absurda, ele não se arrependia de tirar tudo aquilo e nem ao menos se preocupava de saber o quanto lhe faria falta. Algo estava confuso dentro de si, mas as respostas para aquele sentimento pareciam ter desaparecido em uma questão de segundos, nada mais tinha sentindo.. O sol agora iluminava outras pessoas, e seu coração escurecia aos poucos, nenhuma solução havia aparecido. Enxugou seus pés e colocou seu chinelo, decidiu ir embora com a esperança de voltar no dia seguinte e encontrar ao menos uma resposta para conforta-lá.



8 comentários:

Márcia Amaral disse...

" O sol agora iluminava outras pessoas, e seu coração escurecia aos poucos, nenhuma solução havia aparecido " lindo demais aqui

Bárbara disse...

Adorei o texto,muito lindo ^^
=***

Ana, disse...

seu blog tá tão lindo *-* o texto tá lindo tbm, parabéns, beijo :*

Thaís A. disse...

LIINDO *-* Nós sempre vamos encontrar as respostas um dia.

Artur Nunez disse...

legal teu texto :)

Natália Janine Carneiro disse...

"Enxugou seus pés e colocou seu chinelo, decidiu ir embora com a esperança de voltar no dia seguinte e encontrar ao menos uma resposta para conforta-lá."

MUITO LINDO, PARABÉNS.

Jéh disse...

Ah que coisa mais linda! Adorei o texto. *-*
Postei a 3ª parte de Cinderela às avessas, se puder ler eu acho que ficou bem legal (:

collectors of emotions disse...

Que perfeito, muito lindo, arrasou *-*